segunda-feira, 7 de junho de 2010

Serventia ZERO

Os amistosos que a seleção brasileira disputou contra Zimbábue e Tanzânia não serviram para absolutamente nada em termos técnicos. Além de viagens, campos esburacados, a violência/imprudência dos jogadores adversários poderiam colocar em risco a condição física dos atletas da seleção do Dunga.

Mas a baixa qualidade técnica dos adversários ficou em segundo plano diante da fragilidade demonstrada por nosso sistema defensivo. Tanto Zimbábue quanto a Tanzânia ofereceram riscos absurdos ao goleiro Gomes. Os ataques sempre foram fruto de passes errados dos volantes, sobretudo Felipe Melo, ou pelo péssimo posicionamento dos mesmos jogadores.

A seleção brasileira corre sério risco contra seleções de melhor porte caso o técnico Dunga insista com essa formação. A zaga é a melhor do mundo, mesmo com o sem sal Michel Bastos na lateral esquerda. Mas os volantes não poderiam jamais serem titulares da seleção brasileira.

Por fim, pra não dizer que não serviram pra nada, os amistosos só serviram para encher as contas da CBF que faturou alguns milhões de euros com essa aventura africana.

Um comentário:

  1. Tenta colocar a foto do tricolor que tava no jogo com bandeira

    ResponderExcluir