terça-feira, 15 de maio de 2018

O pior zagueiro do elenco em 4 fotos

Não é possível que o Abel mantenha como titular um zagueiro que assiste ao jogo e quando marca, marca a bola. Nos 2 gols do Botafogo Renato Chaves foi decisivo.

No primeiro, em lance que os vídeos de melhores momentos não pegaram, a bola vem esticada da defesa do Botafogo, ele sobe pra cabecear e fura a cabeça, depois perde na corrida pro adversário que vira a jogada pra direita. Renato corre pra área e fica marcando a bola. Richard também dá mole e não encosta no Lindoso que marca.

No segundo a coisa é mais absurda. Um time com 3 zagueiros, 2 volantes e 2 laterais não pode tomar um gol de escanteio com 4 adversários livres pra marcar. E reaprem o posicionamento do Renato Chaves! Olhando pra bola o tempo todo. Não marcou ninguém, não estava posicionado onde um zagueiro deveria estar e perdemos o jogo não só por causa dele, visto que perdemos um caminhão de gols, mas com a (não)participação dele no lance dos gols.

E lá se foram as esperanças do FLUMINENSE estar na co-liderança do campeonato brasileiro.

Vejam:

Bola é cruzada e Renato só olha pra ela

Lindoso cabeceia e Renato não encostou e ainda deu um pulinho de cachorro gordo

Renato não marca ninguém e só olha pro cobrador do escanteio

Renato só olha os 4 botafoguenses subirem pra marcar.

sábado, 28 de abril de 2018

Fluminense a caminho da morte

Politicagem no clube vai matando o FLUMINENSE


Não. Não pense que esse texto é de achincalhamento a Flusócio ou enaltecimento de algum grupo político. Em primeiro lugar, quero dizer que não pertenço a NENHUM grupo político do clube, que acho a política do FLUMINENSE nojenta e que critico ou elogio de acordo com o benefício ou prejuízo ao clube que amo.


Dito isso, quero dizer os acontecimentos das últimas semanas estão matando o FLUMINENSE. Se você ama esse clube, prepare-se para se despedir dele. O racha na coalizão que elegeu Pedro Abad é mais uma daquelas ações que visam eleições e não o bem do clube. A saída dos grupos mas mantendo os cargos mostra a fragilidade da atual gestão e o vazamento do contrato de patrocínio com a Valle Express mostra a CANALHICE de quem vazou e de quem divulgou.

Mas, para um cara que vive a política a mais de 30 anos, isso não é novidade, não é surpresa. A surpresa, a novidade, é ver parte grande da torcida do FLUMINENSE defendendo ações canalhas para desestabilizar (ainda mais) a gestão do clube. Pobres idiotas, se a gestão do nosso clube se fragiliza, o nosso clube se fragiliza. Caros imbecis, quando vocês apoiam a ação do(s) canalha(s) que vazaram um contrato com cláusula de confidencialidade, além de serem igualmente canalhas, aplaudem um possível processo, uma possível perda desse patrocinador e uma dificuldade imensa de conseguir outro.

Para além do FLUMINENSE, é a mesma coisa que aconteceu no Brasil, com a inviabilização de um governo em um momento de crise mundial. O resultado todos sabemos: aumento do desemprego, da violência, da corrupção, da fome e da perda de direitos trabalhistas. Em suma, quando uma oposição se presta ao golpismo vil e canalha, nada de bom fica para a instituição. Seja o Brasil ou o FLUMINENSE.

O que precisamos é que os verdadeiros tricolores compareçam aos jogos, se tornem sócios, cobrem SIM a gestão mas que não defendam ações canalhas de quem quer que seja. E isso, com a idiotização geral produzida pelas redes anti-sociais, parece difícil de acontecer.

O FLUMINENSE ainda é gigante. Ainda pode retomar o seu destino de glórias. Mas se a torcida defender, como faz agora, contratações de peso sem condições de pagar, atrasos de salários, vazamento de contratos com parceiros e qualquer outra ação canalha, basta olhar para o América e ver o que outrora grande clube do Rio é hoje. É isso que nos tornaremos.

Temos 10 vezes menos torcida que Flamengo e Corinthians, recebemos 3 vezes menos recursos da TV, fomos culpados daquilo que não temos culpa e, por isso, temos a má vontade de parte grande da imprensa. Precisamos de muita responsabilidade, precisamos gastar menos que arrecadamos e, se você quer grandes contratações, se associe e compareça aos jogos. E que NUNCA apoie os canalhas que vazam contratos com parceiros.

O FLUMINENSE agoniza.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Quando a torcida vai apoiar o time?

Com eleições se aproximando, oposição decidiu sabotar o time

A vitória por 1x0 contra o Cruzeiro foi emblemática. Conquistada com o time jogando com um a menos por 85 minutos graças a bobagem feita pela Gilberto, com um árbitro claramente tendencioso que não manteve critérios para cartões e ainda deu criminosos 8 minutos de acréscimo, mas com uma raça, uma vontade, uma entrega fantásticas.


Tá claro, ao menos para mim, que esse time não é um timaço, longe disso, mas também está longe de ser um time para ficar na parte de baixo da tabela. Quem me conhece sabe o quanto sou crítico ao trabalho do Abel, mas, apesar disso, o time vem se superando e fazendo partidas que não primam pela técnica mas são exemplos de entrega.

Faltam duas coisas nesse momento ao Fluminense. A primeira delas é recuar menos quando tem a vantagem. Ontem não se aplica isso pois tinha inferioridade numérica mas contra Vasco pelo Estadual e Corinthians já pelo brasileiro, o tricolor sofreu gols no finalzinho e deixou de ir a final do estadual e de pontuar no Itaquerão.

A outra coisa que falta é o apoio da torcida. O Fluminense vem jogando para público patéticos e a entrega desse time não justifica a apatia da torcida. Nas redes sociais vemos o quanto nefasta é a atuação da oposição política ao Flu, incluindo seu portal. Jogam o torcedor comum contra o clube para atingir a direção e pavimentar o caminho eleitoral para o ano que vem.

O torcedor precisa entender que estádio cheio com torcida empurrando ajuda nas vitórias e nas finanças. O clube fica mais forte com a presença da torcida e, mais forte, vencerá mais. E quem fica mais feliz quando o Fluminense vence? A torcida! Abandonar o clube na hora que ele mais precisa é exemplo de covardia e de falta de inteligência.

Esse time, Time de Guerreiros de verdade, merece o apoio da torcida do Fluminense.

terça-feira, 27 de março de 2018

O Pedro vai te pegar!!!

Artilheiro do campeonato carioca e ainda rei de assistências

Mesmo perseguido por parte da torcida e nas redes sociais, o jovem Pedro (20 anos) vai dando mostras de amadurecimento. Já são 6 gols no campeonato carioca (artilheiro do campeonato ao lado de Marcos Junior e Pipico) e 5 assistências. Ou seja, em 11 gols, Pedro foi figura importantíssima na campanha tricolor em 2018.



E não é fácil. Queixada, apelido óbvio, substitui Henrique Dourado que, em 2017, marcou 32 gols. Além disso, a torcida tricolor teve até pouco tempo atrás, o 3° maior goleador da História do clube: Fred, hoje lesionado no Cruzeiro.

Tudo isso joga contra o garoto mas ele vai encarando de frente. Com apoio do técnico Abel que sempre se refere ao jogador como diferenciado, Pedro vai, passo a passo, conquistando o coração da torcida tricolor. É fato que ainda escolhe as jogadas erradas, que se precipita nas finalizações mas o passe de peito para o gol do Marcos Junior, contra o Botafogo, mostra que o amadurecimento vai chegando.

A torcida do FLUMINENSE deve esperar muito do jogador mas também ter muita paciência. Pedro sempre foi goleador na base e ninguém desaprende a fazer gols. Fato é que poucos centro-avantes no Brasil sabem fazer o pivô como ele faz e, se mantiver o foco, será um grande artilheiro no futuro próximo.

Seguem números das últimas 10 temporadas. Todas com os 19 primeiros jogos do FLU, menos a de 2009 que contabilizei 19 jogos do FLU a partir da estreia do Fred.

Pedro - 2018 - 16 jogos - 6 gols 
Ceifador - 2017 - 13 jogos - 9 gols
Fred - 2016 - 11 jogos - 6 gols
Fred - 2015 - 14 jogos- 11 gols
Fred - 2014 - 13 jogos - 6 gols
Fred - 2013 - 11 jogos - 4 gols
Fred - 2012 - 13 jogos - 8 gols
Fred - 2011 - 12 jogos - 9 gols
Fred - 2010 - 12 jogos - 7 gols
Fred - 2009 - 15 jogos - 7 gols