terça-feira, 27 de março de 2018

O Pedro vai te pegar!!!

Artilheiro do campeonato carioca e ainda rei de assistências

Mesmo perseguido por parte da torcida e nas redes sociais, o jovem Pedro (20 anos) vai dando mostras de amadurecimento. Já são 6 gols no campeonato carioca (artilheiro do campeonato ao lado de Marcos Junior e Pipico) e 5 assistências. Ou seja, em 11 gols, Pedro foi figura importantíssima na campanha tricolor em 2018.



E não é fácil. Queixada, apelido óbvio, substitui Henrique Dourado que, em 2017, marcou 32 gols. Além disso, a torcida tricolor teve até pouco tempo atrás, o 3° maior goleador da História do clube: Fred, hoje lesionado no Cruzeiro.

Tudo isso joga contra o garoto mas ele vai encarando de frente. Com apoio do técnico Abel que sempre se refere ao jogador como diferenciado, Pedro vai, passo a passo, conquistando o coração da torcida tricolor. É fato que ainda escolhe as jogadas erradas, que se precipita nas finalizações mas o passe de peito para o gol do Marcos Junior, contra o Botafogo, mostra que o amadurecimento vai chegando.

A torcida do FLUMINENSE deve esperar muito do jogador mas também ter muita paciência. Pedro sempre foi goleador na base e ninguém desaprende a fazer gols. Fato é que poucos centro-avantes no Brasil sabem fazer o pivô como ele faz e, se mantiver o foco, será um grande artilheiro no futuro próximo.

Seguem números das últimas 10 temporadas. Todas com os 19 primeiros jogos do FLU, menos a de 2009 que contabilizei 19 jogos do FLU a partir da estreia do Fred.

Pedro - 2018 - 16 jogos - 6 gols 
Ceifador - 2017 - 13 jogos - 9 gols
Fred - 2016 - 11 jogos - 6 gols
Fred - 2015 - 14 jogos- 11 gols
Fred - 2014 - 13 jogos - 6 gols
Fred - 2013 - 11 jogos - 4 gols
Fred - 2012 - 13 jogos - 8 gols
Fred - 2011 - 12 jogos - 9 gols
Fred - 2010 - 12 jogos - 7 gols
Fred - 2009 - 15 jogos - 7 gols


segunda-feira, 26 de março de 2018

Sem estrelismo e com contas em dia: segredos do título

FLU goleia Botafogo em dia inspirado de Julio Cesar

O ano que começou conturbado, com a politicagem no FLU prejudicando o clube, chegou a um momento de alegria (não pra todos pois teve gente, que perdeu boquinha em 2010, reclamando no twitter, mesmo após o Gum levantar a taça). O FLUMINENSE é campeão da Taça Rio de maneira invicta e incontestável.


O mimimi que se formou após as dispensas de 8 atletas fez com que parte da torcida se voltasse contra o clube que diz amar. Ofensas ao Presidente Pedro Abad, exposição de número de telefone de parentes de dirigentes em redes sociais, ameaças, invasão às Laranjeiras. Tudo orquestrado e, talvez, financiado por gente que não ama o FLUMINENSE e sim o poder construiram um cenário caótico para o clube e de fartura para o que constumamos chamar de flapress, a parte canalha da imprensa.

Mas, sem sair dos objetivos propostos pela consultoria Ernst & Young, a diretoria arrumou a casa, colocou os salários em dia, negociou quem não queria jogar no FLU, conquistou uma vitória (ainda não definitiva) no caso do moleque mimado e conquistou a Taça Rio depois de 13 anos.

E será que ainda tem algum tricolor sentindo falta de algum dos jogadores que deixaram o clube? Alguém sente falta do Henrique Dourado, vaiado pelas duas torcidas no FlaxFLU? Alguém sente falta do moleque mimado, reserva do Palmeiras e agora encostado depois da derrota na justiça? Alguém sente falta do Diego Cavalieri vendo o Julio Cesar fechar o gol jogo após jogo? E do Wellington Silva, lateral-direito, vendo Gilberto jogando com garra e com raça? Alguma falta? Será que alguém sente falta do Marquinho andando em campo, tocando pra trás ou errando passe? Talvez sintamos, eu sinto, falta do Henrique que faria essa zaga melhor e com menos falhas. Mas o custo de 490 de salários todo na CLT não compensa então tá de boa!

Se a diretoria errou na forma (e errou), acertou nas dispensas, acertou em colocar a casa em ordem, acertou em priorizar a adimplência com todos os funcionários, acertou até na permanência do Abel, coisa que esse blogueiro não gostou e não gosta.

O título da Taça Rio significa muito pouco em termos de temporada. A eliminação da Copa do Brasil teve uma importância para o clube muito maior. Mas é uma taça, um título, que aponta para um futuro melhor. Se antes achávamos que precisaríamos contratar quase um time inteiro, agora sabemos que podemos contar com vários jogadores e que, com 3 bons reforços podemos, porque não, sonhar com Libertadores em 2019.

Por fim, que jogador é o Jadson! Marca, briga, apoia, cria e agora ainda faz gol. Gol do título. E pensar que opositores diziam "como podem chamar jogador da rebaixada Ponte Preta de reforço". Pois é, tricolor, se afastem dessas aves de rapina e se aproximem do FLUMINENSE. O clube que amamos continua precisando de cada um de nós. Vá aos jogos, seja sócio e apoie esse TIME DE GUEREIROS! GUERREIROS CAMPEÕES!

sexta-feira, 16 de março de 2018

Como Abel deu prejuízo milionário ao FLU?

Que Abel é um técnico desatualizado todos sabemos

O FLUMINENSE foi eliminado na 3ª fase da Copa do Brasil pelo Avaí com duas derrotas: 2x1 de virada no Engenhão e 1x0 na Ressacada. O que se viu foi um time que tem um esquema tático mas que não sabe se movimentar dentro desse esquema e muito menos vencer o esquema adversário.

Ainda assim, estivemos perto da vitória no primeiro jogo e também poderíamos ter ganho o segundo jogo. Por que não vencemos? Porque fomos eliminados pelo Avaí, da segunda divisão do futebol brasileiro? Só dar crédito ao adversário (e ele o tem pois é um time muito bem organizado) é tirar o fiofó da reta.


A resposta mais fácil, e o brasileiro parece ter preguiça de pensar, é: "o elenco é horrível". De fato nosso elenco carece de alguns reforços. Pelo menos 1 meia e 2 atacantes são necessários no tricolor para que o elenco tenha mais possibilidades. Mas o nosso elenco não é pior que o do Avaí. Aliás, nosso elenco não é pior que metade dos times da Série A.

No primeiro jogo, o tricolor abriu o placar e jogava razoavelmente bem até sofrer o empate no final do primeiro tempo. A partir do momento que Abel resolveu mexer no time, tudo se acabou. Abel tirou o melhor zagueiro do time (Ibañez) e a mais absurdas das mudanças: tirou Sornoza e colocou Marlon Freitas. Empatávamos o jogo e precisávamos vencer para levar vantagem para Floripa. E aí ele tirou o meia, o único com capacidade de criar as jogadas e colocou um volante. O castigo veio a jato! Marlon Freitas errou e o Avaí virou o jogo.

De uma tacada só, Abel deixou escapar a possibilidade de vitória e queimou o garoto com a torcida. Aliás, as vaias, com Marlon Freitas na beira do campo, não eram pra ele, Abel. Eram pra você que, precisando ganhar recuou o time com mais um volante no lugar de um meia, do único meia.

Na partida de volta, o jogo estava razoavelmente controlado, apesar do empate. Aos 23 minutos do segundo tempo, ainda com o placar mostrando 0x0, Abel apronta mais uma das suas. Tirou um volante (Richard) e colocou um segundo centro-avante (Dudu).

Mesmo se não houvesse a expulsão do Dudu, tinha tudo pra dar errado pois ele escancarou uma cratera no sistema defensivo. Sem o volante de contenção e com 3 zagueiros sempre recuando ficou fácil para o adversário ocupar aquele espaço. O meio campo, zona de criação mas também de proteção a defesa se viu resumido a Jadson e Sornoza e o time perdeu o controle do jogo.

Não satisfeito, e já com 10 jogadores, novamente Abel tira o melhor zagueiro do time e coloca mais um atacante, o insosso Matheus Alessandro, aos 31 do 2° tempo. Castigo a jato novamente: com o time esburacado no sistema defensivo, o Avaí, 1 minuto depois da terceira substituição do Abel, armou o contra-ataque e Lourença, sozinho entre os 2 zagueiros que restaram, nem precisou pular para fazer o gol de cabeça. Avaí classificado.

Mais do que a derrota em si, tanto quanto a desclassificação, a incapacidade de ler o jogo do Abel custou um prejuízo de, no mínimo, 1,8 milhão de dólares que é o prêmio que o Avaí embolsou. Se o elenco é curto, não se deve inventar e Abel é o Prof. Pardal mais atrapalhado da História. Sempre que precisa pensar, o FLUMINENSE é quem leva o prejuízo.

Se Aposenta, Abel! Por favor!

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Tricolor, você está CONVOCADO!

Após goleada sobre o maior rival, chegou a hora da torcida tricolor apoiar o time

São 6 vitórias seguidas, 5 jogos seguidos sem levar gol e 8 de invencibilidade. O Fluminense tem o 5° melhor aproveitamento da temporada (em 24/02) com 74,07%. São 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota em jogos oficiais. o Tricolor conta com a 2ª melhor defesa e 3° melhor ataque até esse momento. 

Se tudo isso já não fosse suficiente para o comparecimento da torcida tricolor ao Engenhão na próxima quinta-feira, o FLUMINENSE vem de 3 goleadas seguidas e apresentando um futebol de qualidade, organizado e que vem corrigindo os erros a cada jogo. 


As previsões trágicas do início do ano, típicas de uma imprensa em descompasso com a realidade e dão lugar agora ao reconhecimento que o FLUMINENSE faz o trabalho certo. O mais importante é pagar em dia e reforçar dentro das possibilidades. Com isso, 8 jogadores foram afastados, Gustavo Scarpa entrando na justiça e Henrique Dourado pedindo pra sair do FLU marcaram o final de uma crise que muitos deram como definitiva para a trajetória do tricolor em 2018.

Na verdade era o que o FLU precisava. Precisava romper contratos nababescos celebrados na gestão passada, precisava contar com quem estivesse com tesão de jogar no FLUMINENSE, precisava pagar em dia. E o resultado tá aí. Salários em dia, time jogando com muita vontade e todas as estatísticas do 1° parágrafo.

Precisamos de reforços? Claro que sim. Mas temos que ter condições de pagar em dia. Por isso, caro tricolor, sua presença é fundamental no Engenhão na próxima quinta-feira, às 19h15min para a partida de ida da 3ª fase da Copa do Brasil contra o Avaí. Esse confronto vale 1,8 milhão em prêmios e o seu comparecimento vai evitar que o FLUMINENSE repita o prejuízo de 300 mil do jogo contra o Salgueiro além, claro, do seu incentivo sendo aquela força a mais para a vitória do FLUZÃO. 

É assim, tricolor, que você faz o FLUMINENSE ser mais forte: indo aos jogos, incentivando o tempo inteiro e se associando ao clube tantas vezes campeão. O FLUMINENSE precisa de você e você está CONVOCADO para a batalha de quinta-feira, às 19h15min, no Engenhão.